Projecto: Arcade Street Fighter (Parte 4 – Pintura e acabamentos)

arcade

Com a parte das madeiras tratada, ou pelo menos quase, agora é altura de dar mais um avanço na construção da máquina. Os próximos passos a fazer são a preparação para pintura, pintura e acabamentos, antes de começar a diversão. Sim, porque até aqui tem sido só trabalho.. diversão pouca, com exceção das jolas que acompanharam a obra!

Preparação para a pintura
A primeira coisa a fazer nesta fase é tapar todos aqueles buracos de entrada dos parafusos, sítios onde o tico-tico andou a ajabardar e outras imperfeições.
Existem muitas marcas de betume para madeira, comprem um de cor neutra. Podem comprar em lata ou bisnaga, eu optei inicialmente por bisnaga mas como não tinha muita consistência e o resultado não era satisfatório, optei por um de lata que podia amassar e espalhar. Valeu apena.
A aplicação é feita com uma espátula, aplicando uma pequena quantidade de massa dentro da zona a corrigir e depois alisar com a espátula. Dependendo da marca que comprarem, é possível que depois de seca a massa abata um pouco, sendo depois necessário voltar a colocar massa nestes locais.

Aqui fica o resultado depois da aplicação da massa:

Depois de estar tudo tapadinho é tempo de lixar todas as superfícies a pintar. Utilizem lixa fina, entre 240 -400. Abaixo disto a lixa deixa marcas na madeira e depois a pintar deixa mau aspecto. Eu inicialmente comecei com uma lixadora eléctrica mas aquilo estava a meter-me confusão. Não estava a “sentir” o trabalhar da lixa na madeira. Máquina encostada a um canto e venha daí a bela da folha de lixa dobrada a exercítar os braços 🙂

Algumas horas depois(e dor nos braços) este deverá ser o aspeto final:

Pintura
Primeiro que tudo, temos que limpar todas as superfícies depois de lixadas para que o pó não estrague a pintura. Um aspirador com o acessório de escova, dá uma valiosa ajuda!

Antes de pintar com a tinta final convém aplicar um primário na madeira. Este primário irá atuar como isolante, prevenindo a madeira de absorver humidade, torna a adesão da tinta de acabamento mais fácil e também como acaba por selar a madeira, a absorção de tinta final ficará reduzida, assim poupam uns trocos na tinta.

Primário para madeiras

Aconselho que dêm mais do que uma demão de primário para que fique uniformente aplicado em toda a superfície. Podem aplicar utilizando rolo (de esponja) para as partes com áreas maiores e aplicação a pincel para os sítios onde o rolo não chega. Entra cada camada de demão, lixar com lixa muito fina 400-600 e novamente aspirar todo o pó antes de aplicar nova camada.

Este será o aspecto da máquina com o primário aplicado:

Chegámos á parte da pintura final. Aqui têm duas opções: pintar com pistola ou pintar a rôlo/pincél. Eu tinha acesso a compressor e acessórios para pintar com a pistola, mas ou tinha que ter uma estufa de pintura ou um local isolado, sem correntes de ar ou vento para evitar que lixo/pó fosse acabar em cima da pintura, e ainda sem medos que a tinta voasse para alguma parede. Como nenhuma das condições se aplicava, optei pelos clássicos rôlo e pincel.
Deixo já aqui o aviso que se algum vendedor vos impingir um rôlo de esmaltar, com pêlo, mandém-no ir apanhar onde o sol não brilha. A mim enganram-me uma vez com essa. Resultado final, pêlos do rolo espalhados pela pintura. Uma autêntica cagada. Tive que voltar a lixar tudo e pintar com um rolo decente, de espuma/esponja.

Tinta preto brilhante

Para a pintura final a cor escolhida foi preto brilhante. Na altura pensei que iria ficar com demasiado brilho e que talvez o mate fosse melhor opção, mas agora no final não me arrependo nada!

O processo de pintura é simples, primeiro lixar o primário com a lixa fina, e dar a primeira demão do preto. Começar primeiro com os cantos utilizando o pincel e depois nas áreas maiores com o rolo. Espalhar bem a tinta para não ficar demasiado acomulada em algum ponto e depois começar a escorrer! Após a primeira demão aplicada deixar secar pelo menos um dia, voltar a lixar com lixa fina e dar a segunda demão.

Enquanto esperava que a tinta secasse entre demãos, resolvi dar uma limpeza nas grelhas que iriam tapar as colunas e como já tinham algumas marcas de corrosão, foram a banhos também. Aqui foi mais simples.. uma lata de tinta preta para metais, 3 passagens de spray e está feita a pintura.

Aqui ficam as fotos da máquina já pintada de preto:

Artes e T-Molding

Este passo é completamente opcional. Eu optei por aplicar artes em vinil a ocupar as laterais todas e a marquee, e colocar t-molding nos perfis de topo porque acho que dá um melhor acabamento e acaba por se aproximar mais das máquinas de jogos da época de ouro.
Em alternativa ao vinil, se não quiserem investir mais dinheiro, podem deixar como está ou aplicar vinis de várias cores em camadas diferentes, como é feita por exemplo a arcade original do Space Invaders. Em relação ao t-molding, podem optar por perfil em U (u-molding) que é bem mais barato e fácil de aplicar, mas difícil de encontrar á venda (pelo menos em grande variedade de cores, ou deixar os topos sem arestas em quina.

Exemplo da aplicação do t-molding

Começando então pelas artes. Para a minha máquina era óbvio que iria optar por algo alusivo ao Street Fighter. Perdi algumas horas a pesquisar bibiotecas de imagens na net, fóruns, repositórios de comunidades e até sites que comercializam estes conteúdos. Não achei nada que gostasse, ou que tivesse resolução suficiente para poder imprimir nos vinis e não ter que me afastar 20 metros da máquina para não gramar com o efeito pixilizado. Também ponderei recorer a serviços que me vectorizavam um jpg, mas quando submeti as imagens para orçamento, assustei-me com o valor. O resultado foi: meter mãos ao trabalho no Photoshop.
Foi uma tarefa bastante ingrata porque o meu conhecimento de Photoshop era igual ao operar um lagar de azeite.

Comecei por encontrar algumas imagens na net que gostei, na maior resolução possível, redimensioná-las, aplicar alguns filtros e (a parte mais trabalhosa) andar com o zoom e o pincel a disfarçar algumas zonas que ficaram mázinhas. Provávelmente até havia alguma forma de fazer isto mais rápido ou alguma ferramenta/plugin que o fizesse mas, lá está… também não sei fazer azeite.

Estas foram as imagens que trabalhei para as laterais, marquee e painel de controlo:

Lateral esquerda

Lateral direita

Marquee

Painel de controlo

Posso facultar as imagens a quem as quiser utilizar. Interessados deixem mensagem no facebook.

Na altura, devido a problemas de saúde, não pude fazer eu a aplicação dos vinis. Pedi a um amigo meu que viesse cá fazer a aplicação já que eu não podia fazer grandes movimentos nem pegar em pesos. Ainda bem que assim foi. Depois de eu ver o aparato que foi para a aplicação pensei cá para mim: “se fosse eu a fazer isto, passados 10 minutos estava a telefonar para a loja, para me imprimirem outros”. O segredo estava no retardador de cola (não sei se era apenas um nome pomposo que ele gostou de lhe dar, ou se era só água… mais tinha um aroma a alcool) que ele aplicou em toda a superfície antes de lhe deitar o vinil em cima. Isto permitiu que ele rodasse o vinil e o alinhasse antes de este aderir à madeira. Depois de estar alinhado foi só passar a espátula aplicando pressão para que este aderisse.

Utilizei vinis laminados para todas as partes. Isto ajuda a conservar o material durante mais tempo, especialmente no CP uma vez que não tenho acrílico a proteger.

Passadas umas horas estava pronto.


Após a secagem dos vinis, que deve demorar 1 dia, é altura de aplicar o t-molding. Nao é muito difícil, apenas a parte das curvas é que é mais trabalhosa.
Eu comecei por aplicar a partir da base, para assim não se notar a união entre os pontos de início e fim. Apliquei Super Cola 3 logo no início e depois aí a cada 20 cm coloquei um pouco de cola de contacto no topo e dentro da ranhura para ajudar a fixar o t-molding. Não e que este fosse sair sozinho, foi mais para evitar a tentação de alguém meter as unhas por debaixo do t-molding e começar a levantá-lo.

Na parte das curvas/cantos é necessário cortar o t-molding para que este possa fazer a respectiva curva, para dentro ou para fora. Aqui ficam dois exemplos:

Corte de curva para dentro

Corte de curva para fora

Mesmo com estes cortes o t-molding irá fazer alguma resistência em estar no sítio e começa a levantar aos poucos nas zonas das curvas. Nestas situações apliquei Super Cola antes e depois da curva e cola de contacto dentro da ranhura na zona da curva. Para manter o t-molding no sitio enquanto a cola fazia efeito, utilizei fita cola de pintura. Serve para o efeito e a remoção dela não danifica os vinis/pintura.

Aspecto depois de aplicados os vinis:

E porque este post já vai longo, por agora ficamos por aquí. No próximo artigo irei falar da colação da tv, colunas, leds, etc…

Intéh!

Projecto: Arcade Street Fighter (Parte 1 – Material)
Projecto: Arcade Street Fighter (Parte 2 – Planos)
Projecto: Arcade Street Fighter (Parte 3 – montagem da estrutura)
Projecto: Arcade Street Fighter (Parte 5 – Montagem de componentes)
Projecto: Arcade Street Fighter (Parte 6 – Preparação do PC)
Projecto: Arcade Street Fighter (Parte 7 – Frontend – config. Hyperspin)

Advertisements

Posted on December 22, 2014, in Arcade, DIY and tagged , , , . Bookmark the permalink. 3 Comments.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Old School Game Blog

Amiga enthusiasm, retro gaming passion

Mr Oliver.

Gaming, Music & Movies

Stuart Williams' MICRO MUSINGS

ramblings of a home computer hack

Retro Computing News

computer history, retro gaming and computing today

ancientelectronics

retro computing and gaming plus a little more

inmiracleworld

Ressuscitando o passado...

The Perfect Bit

O diário de um nerd (muito pouco) anónimo

BPMS Tutorials

Tutorials on the Best BPMS out there!!

Ainda sou do tempo

Ressuscitando o passado...

SHUGAMES !

Ressuscitando o passado...

Indie Retro News

Ressuscitando o passado...

Recuerdos de 8 Bits

Ressuscitando o passado...

Retroinvaders

Ressuscitando o passado...

Os Invasores

Ressuscitando o passado...

Arkade

Jogos, Tecnologia, Cultura e Revista Online de Games

GreenHillsZone

Colecção de videojogos - alguns "rants" e análises

Revista Digital de Videojogos PUSHSTART

A vossa revista digital de videojogos

oldgamesftw.wordpress.com/

Vencendo com games clássicos e atuais!

Gamer Caduco

Histórias de um gamer que está cada vez mais próximo de caducar de vez.

O Cantinho de Bia Chun Li

Ressuscitando o passado...

Sega-16

Ressuscitando o passado...

08tohkun

Ressuscitando o passado...

Santa Nostalgia

Ressuscitando o passado...

Infoconsolas

Ressuscitando o passado...

.::RetroPTgameR::.

Ressuscitando o passado...

Índios e Cowboys

Ressuscitando o passado...

QG Master

Ressuscitando o passado...

Vintage Computing and Gaming

Ressuscitando o passado...

Retro Video Gaming

Atari, Sega, Nintendo & Famicom reviews, videos, cover art and more!

Retro Games Collector

Ressuscitando o passado...

Retro Games Revival

Ressuscitando o passado...

ComuDoMega 13.8

Um Blog sobre o Mega e muito mais...

Game Over

Ressuscitando o passado...

elretroconsolero

Ressuscitando o passado...

Retro Megabit

Sharing My Retro Video Game Collection.

The Retroist

Retro Blog and Podcast

%d bloggers like this: